Porque a hora é de mudança

Porque a hora é de mudança

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

“Fiquei muito honrado em voltar a premiar Garça”


Marco Antonio Morais e o presidente da LBC, André Luiz de Almeida
Recentemente a modalidade coletiva que mais títulos conquistou para Garça ao longo dos anos, quebrou uma escrita de quatro anos sem faturar um título. O basquetebol, categoria sub/21, em série bastante equilibrada diante de Marília, saiu vencedor e festejou o troféu que foi colocado em jogo pela LBC – Liga de Basquetebol do Centro Oeste Paulista, sediada em Bauru e credenciada pela FPB.
Presente à partida e elogiando o comportamento das equipes, o presidente da Liga, André Luiz de Almeida, se encarregou de realizar a premiação e não deixou de comentar: “Fiquei muito honrado em voltar a premiar Garça. É uma cidade de tradição, que não poderia ter ficado afastada das disputas como ficou. Que bom que o basquetebol aqui está de volta”.
Almeida fez menção aos dois anos em que a modalidade ficou totalmente paralisada em termos de campeonatos – 2013 e 2014 – sendo que dezenas de atletas ficaram sem treinamentos ou jogos. “Mas agora estamos de volta e tenho certeza que vamos honrar esse esporte que tantas alegrias nos deu”, completou o professor Marco Antonio Morais, que tem feito um minucioso planejamento de todas as atividades que serão empreendidas a partir de 2017. “Com apoio fica mais fácil. Vamos lutar muito pelo retorno do basquetebol, podem ter certeza disso”, finalizou.

Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!

Recordar é Viver: "O são-paulino Washington `Cateto´ Araújo comemorou aniversário em grande estilo









Por Wanderley `Tico´ Cassolla


Um dos mais apaixonados e tradicionais esportistas de nossa cidade acaba de completar uma data memorável: Washington Pereira de Araújo, o “Cateto” chegou brilhantemente aos 70 anos, na última quinta-feira, esbanjando saúde, vitalidade e muita jovialidade. Pra comemorar esta data, reuniu os familiares e amigos, onde rolou muitas conversas, especialmente sobre o futebol, o seu time do coração São Paulo, o glorioso tricolor do Morumbi, o título do Palmeiras, a fase boa do Santos e a fase não boa do Corinthians. Vale ressaltar que o Cateto é um dos mais fervorosos torcedores da Esportiva Jafense e também do Garça Futebol Clube. Sem sombra de dúvidas quando o assunto é futebol estas são as duas grandes paixões. Até porque na Esportiva Jafense foi jogador, e no Garça um dos mais eficientes e competentes dirigentes dos últimos tempos. Foi uma noite pra lá de agradável, um bom bate papo, um apetitoso churrasco, além de música de ótima qualidade, a cargo dos filhos Lucas e Luana e banda.

A CARREIRA: Washington Pereira de Araújo, o “Cateto”, começou a jogar bola bem jovem. Com apenas 16 anos vestia pela primeira a camisa da Esportiva Jafense contra o Duartina, onde jogou por mais de dez anos, entre as décadas de 60/70. Era um meio campista (volante) de grande eficiência, principalmente quando o assunto era marcação. Foi bi-campeão nos anos de 1965 e 67, no campeonato regional do Estado de São Paulo.

No citadino garcense defendeu os fortes times da Ferroviária e do Mercado, onde foi campeão na temporada de 1.966. Paralelamente disputava os certames bancários pelo Banco Noroeste, onde de trabalhou por 8 anos.

E também disputou o futebol suíço, defendendo a grande equipe do Independente, onde foi campeão mais um vez, no ano de 1.985, em competição sediada no campo do Garça Tênis Clube (na foto com a faixa ao lado da esposa Fernanda). Mas a grande colaboração do Cateto foi mesmo ajudando e acompanhando o glorioso “Azulão” no futebol profissional do interior paulista. Desde quando o Garça (foto) retornou no ano de 1.984 ele foi um incansável defensor fora das quatro linhas.

Desta época só tem boas recordações, com o “Platzeck” lotado e uma torcida vibrante, que apoiava o time e sempre saia feliz de campo. Faz questão de frisar que trabalhou com grande dirigentes de nossa cidade e muitos bons jogadores. Dentre os diretores destaca o ex-presidente Antonio “Biga” Marangão, “o melhor de todos”, sem falar no Neuri Cordeiro, Manoel Geraldo, Wellington Moreira, Cornélio, além dos técnicos Neuri Cordeiro e Bô. Quanto aos jogadores uns merecem registro especial: o zagueiro Deodoro, centroavante Vidótti, os goleiros Dagoberto e Carlos Alberto “Mamela”, Marinho Rã, Campanholo, Dinho Parreira, Pilão, Sergio Ananias e muitos outros.

Seu grande sonho é ainda ver o “Azulão” voltar a brilhar nos campos esportivos, principalmente divulgando o nome da cidade, até porque o Garça sempre tradição, montando grandes times e revelando jogadores. Mudando um pouco, o Cateto foi vereador por 16 anos, entre os anos de 1.993 à 2.008. Se orgulha de ter sido o presidente nos anos de 2.003/04, e na sua gestão inaugurou o atual prédio da Câmara Municipal no dia 30/12/2.013. Ainda promoveu a restruturação no quadro de servidores, adquiriu o primeiro veículo e foi o responsável pela contratação do primeiro advogado para a Edilidade. O Washington “Cateto” de Araújo é casado com a Fernanda e tem três filhos: Luciano, Lucas e Luana (foto).   

Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!          

Grande final de campeonato encerra as atividades do Kart Clube de Garça em 2016


Alceu Moraes, de Bauru, liderou a prova desde o início e garantiu o primeiro lugar na última etapa e campeonato na categoria F4-13HP

A RD-135 era a única categoria que já tinha um campeão antecipado. A briga na pista foi pela segunda colocação. Adriano Aba, de Garça, no kart 13, garantiu vitória na etapa e o vice-campeonato na categoria.

Na categoria Parilla, Marcelo Isaac Nunes, de Marília (Kart 84, amarelo), mesmo chegando em quinto nessa etapa, levou o troféu.

Na última prova, largaram juntas as categorias Parilla e Sênior. Durante a prova, um momento curioso: o pai, Mauro Sá, Kart 19, que corre pela Sênior, e Paulo Sá, seu filho, da Parilla, se encontram na pista.

Pilotos, Mecânicos e organizadores do GP Garça de Kart.
A final emocionante nas quatro categorias disputadas no Gran Prix Garça de Kart. A sexta e última etapa do GP, que aconteceu na manhã do dia 4 de dezembro, encerrou as atividades em 2016 do Kart Clube de Garça, organizador do evento. Participaram 27 pilotos que, além de Garça, vieram das cidades de Marília, Bauru, Ourinhos e Andirá, no Paraná.

Na primeira bateria, a F-4, o piloto de Bauru, Alceu Moraes, largou em segundo e logo na primeira curva já assumiu a liderança da prova. A tranquilidade da prova foi ameaçada com a aproximação do próprio filho, Bruno Moraes, que colou no kart dele. “Eu estava com certa distância do segundo colocado até a 15ª volta, quando eu vi que meu filho se aproximou rapidamente. Porém, corrida é assim, chegar próximo é uma coisa, passar é outra. Ele até poderia me ultrapassar, mas eu não iria facilitar pra ele não”.

A categoria RD-135 era a única que já tinha campeão antecipado. O troféu foi para Ulisses de Leo Tedde, de Garça. Para os demais pilotos, restou brigar pela segunda colocação. A vitória nessa última etapa do GP garantiu a vice-liderança ao também piloto de Garça, Adriano Yukio Abe. “Esse é o meu primeiro campeonato de kart. Meu mecânico e eu passamos madrugadas estudando e mexendo no kart. Então, essa vitória na etapa e a segunda colocação no campeonato são conquistas muito importantes para nós”. 

As categorias Sênior e Parilla largaram juntas. Osmar Herculiani Júnior, de Marília, fez uma excelente campanha nas seis etapas disputadas este ano e levou o troféu da categoria Sênior para casa. “Eu cheguei nessa última etapa com cinco pontos de vantagem. Quem conhece a minha história sabe que é um milagre de Deus eu estar aqui disputando esse campeonato. Então, esse título foi graças a Ele e eu estou muito feliz”.

Já a categoria Parilla teve um tricampeão. Marcelo Isaac Nunes, também de Marília, chegou em quinto lugar na etapa, mas já tinha pontos suficientes para somar e conquistar o título. “Eu lutei muito por isso e ser tricampeão é fenomenal. Tive uma grande ajuda da minha equipe, que deixou o meu equipamento muito bom para que eu pudesse ser mais competitivo”.

Para João Luiz de Achilles, presidente do Kart Clube, o Gran Prix de Kart atingiu todas as expectativas e já faz planos para 2017. “Graças a Deus tudo correu bem e o ano foi muito positivo. Para o próximo ano vamos fazer uma campanha para trazer mais pilotos para Kart Clube, porque em fevereiro já iniciaremos um novo campeonato”.

 QUADRO DE PONTUAÇÃO STOCK (PARILLA)

Colocação
Piloto
Pontuação
1º LUGAR
MARCELO ISAAC
78
2º LUGAR
GUSTAVO P CARDOSO
73
3º LUGAR
BRUNO HORTENCIO
58
4º LUGAR
ARTUR ISAAC
58
5º LUGAR
RODRIGO CESAR
57


QUADRO DE PONTUAÇÃO Sênior

Colocação
Piloto
Pontuação
1º LUGAR
OSMAR HERCULANI JÚNIOR
82
2º LUGAR
MAURO SÁ
79
3º LUGAR
MARCELO NUNES
69
4º LUGAR
NIVALDO GALHARDI
34
5º LUGAR
VALTER FRANCISCO FONSECA
24


QUADRO DE PONTUAÇÃO F4 13HP

Colocação
Piloto
Pontuação
1º LUGAR
ALCEU MORAES
90
2º LUGAR
BRUNO MORAES
75
3º LUGAR
HÉLIO NAGAO
62
4º LUGAR
ADRIANO MARTINS
52
5º LUGAR
ROGÉRIO TEIXEIRA
47


QUADRO DE PONTUAÇÃO RD 135
Colocação
Piloto
Pontuação
1º LUGAR
ULISSES TEDDE
65
2º LUGAR
ADRIANO ABE
52
3º LUGAR
JOÃO ACHILES
51
4º LUGAR
GUILHERME PAPP
44
5º LUGAR
MARCELO CESAR
35



Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!

Jovem de Garça passa por treinamentos no Grêmio de Porto Alegre


O jovem Léo já se apresentou ao Grêmio  de Porto Alegre

Local dos treinamentos das categorias de base
Através de avaliação técnica realizada pelo professor Enzo Lodovici, do Grêmio de Porto Alegre, ao lado dos professores da SEJEL ( Dudu Soares e Ednalvo C. de Andrade) e CHG (Netinho), o jovem Leonardo Tranquilo conseguiu uma vaga para treinar nas categorias de base do tricolor gaúcho. E ele já começou a se integrar ao time do sul do país.
Léo tem participado dos trabalhos em sua categoria, deixando todos aqui em Garça e principalmente no CHG, bastante empolgados com o seu possível aproveitamento naquela grande agremiação do futebol nacional.
"Vamos ficar na torcida para que tudo dê certo e a cada oportunidade, a cada trabalho, a gente vem mostrando que o sonho é possível. Já está na hora da cidade acreditar mais e investir nesses garotos que são na verdade, o futuro do nosso esporte", disse o técnico Netinho, do CHG/Projeto Vida.

Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!

O último `Parpitão´ de 2016 do futebol garcense



Mais uma brincadeira que se encerra. Com a realização do jogo decisivo do futebol suíço, envolvendo Os Pior x Dinos, marcado para este domingo, nove horas, no Heitor Gonçalves, o nosso `Parpitão´ se despede de mais uma temporada.
Sempre lembramos: é apenas uma brin-ca-dei-ra! Nada além disso. E mesmo assim existem alguns desavisados que nos perturbam. Mas a massacrante maioria entende, não é verdade? Também, se não entender...Dormirei de bob, de tamanha preocupação. Mas vamos ao que interessa:

Os Pior x Dinos - 
A grande decisão. O último jogo do ano. Serei trucidado, espancado, esfolado e muito mais. Porém, anote aí: Os Pior vencerá fácil no tempo normal, provocando a prorrogação. Nesta, vencerá novamente e se tornará tri-campeão municipal. Não há bipolaridade que evitará isso. E tenho dito!
Até 2017, lógico, se os dinistas deixarem eu viver até lá, depois desta, rsrsrsrsrsrsrsrsrs!


Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Conheça a premiação do torneio que encerrará o ano no `terrão´

Com a participação de 12 times, o torneio que vai ser realizado na comunidade Araceli/Beira-Rio nos dois próximos finais de semana, finalizará a temporada do futebol de areia.
Haverá premiação com troféus para os finalistas e ainda campeão e vice. O organizador, Reginaldo Pedro da Silva, fez questão de publicar algumas fotos dos troféus. Você confere uma delas aqui:


Rêgi e Enéas Filho

Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!

Goleiro menos vazado e artilheiro do suíço são do mesmo time


Nelsinho

Son
Nelsinho e Son. O primeiro se tornou o goleiro menos vazado da temporada/16 do futebol suíço garcense, enquanto o segundo, foi o artilheiro máximo. E com um detalhe: o Independente, time em que estavam, acabou eliminado ainda nas quartas de final pelo imprevisível Dinos, que está a um empate do mais improvável título da história do futebol garcense.
Nelsinho teve média de 0,71 gols sofridos por partida, contra 0,94, de Lu Feijão, do Os Pior. Em termos de artilharia, Son marcou 33 gols. O vice-artilheiro é Téia, do igualmente eliminado Vimec, que balançou as redes adversárias em 27 oportunidades.

Lembrete: 31/12/2016 - Partiu, Lins!